Central do Aluno | (11) 3836-7369

Como Programação ajuda crianças e adolescentes a escrever melhor?

O ensino de programação traz diversos benefícios e desenvolve muitas habilidades tanto na vida pessoal como na carreira escolar. Mas, como programação ajuda crianças e adolescentes a escrever melhor? Eles praticam o raciocínio lógico e com isso conseguem aperfeiçoar o desempenho em diversas disciplinas como matemática, línguas, história e inclusive redação.

Quando os alunos aprendem a programar e têm contato com o mundo da ciência da computação, além de muitos projetos, eles também começam a criar histórias digitais praticando as habilidades que desenvolvem a escrita.

Programação ajuda a planejar e organizar ideias

Programar e escrever se torna um processo similar quando os estudantes começam a trabalhar em um projeto. Primeiro, é preciso pensar e planejar as diferentes funções e variações que serão necessárias. Também, como essas funções vão trabalhar em harmonia para fazer o projeto funcionar.

O mesmo acontece no processo da escrita de uma redação, por exemplo. A pessoa deve organizar os pensamentos e transmitir as ideias em parágrafos fazendo com que eles se alinhem e não tenha lacunas. O texto deve fluir e transmitir a mensagem da melhor forma com o uso das regras gramaticais.

Programação é uma ferramenta para desenvolver a criatividade

A programação pode ser considerada uma ferramenta de escrita para contar uma história permitindo incluir palavras e frases. Mesmo crianças e jovens iniciantes que começam a programar contam com várias ferramentas que ajudam na imaginação e na criação de uma história.

Por exemplo, para desenvolver um jogo é preciso pensar nos personagens, na história de vida de cada um, nas características, no tempo, no local, nos sentimentos, nas interações e muito mais. Com a programação, os jovens programadores ainda contam com a opção de imagens, música, animação e palavras para compor por completo o cenário.

A programação oferece flexibilidade, dinamismo, tomada de decisões, soluções de problemas e muita criatividade para as histórias que eles buscam contar.

Pensar em uma história e no conjunto de instruções para que as funções sejam executadas é o primeiro passo para qualquer projeto de programação eficaz. Por exemplo, uma história baseada em jogos incentiva as crianças e adolescentes a pensar em todos os detalhes, sem espaço para erros ou lacunas.

Eles são estimulados a desenvolver todas as ideias e detalhes e para isso, é preciso praticar programando, escrevendo e desenhando.

Programação ensina o valor da precisão

Para escrever uma redação ou até mesmo falar para transmitir uma mensagem é preciso organizar os pensamentos e pensar na melhor forma, nas melhores palavras e a melhor maneira é não “enrolar”. Para ser eficaz é essencial ser preciso e objetivo.

Através da linguagem de programação, os alunos aprendem códigos que podem ser escritos em linhas com o objetivo de criar as mais variadas ações. Como por exemplo, o movimento de um personagem. Depois que conhecem mais conceitos eles descobrem que podem diminuir os códigos e assim, valorizam o objetivo de que programar, assim como escrever, é sintetizar ideias e argumentos como o melhor caminho para a expressão de forma eficiente.

Programação reduz os momentos “Deu Branco”

Para criar uma história baseada em jogo é necessário o estímulo a narrativa, pensar em um enredo cativante, ter um diálogo envolvente e pensar na compreensão do público, ou seja, também exige as mesmas habilidades da escrita de uma redação.

É um processo criativo de experimentar e interagir com desafios e propostas de soluções.

Através da parceria com a Happy Code,  escola especializada em tecnologia e inovação, o Colégio Madre Paula Montalt oferece ao seus alunos aulas de programação em aulas extracurriculares.

Fonte: Happy Code

_